Produtores do MT utilizam menos de 50% do potencial da Agricultura de Precisão

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Agricultura de Precisão no Mato Grosso foi o tema de um estudo publicado pelo Imea.Veja quais são os resultados e o que fazer para reverter este quadro.

Agricultura no Brasil é sinônimo de incremento de produtividade nos últimos anos, principalmente nos estados de grande produção agrícola.

É o caso do Mato Grosso, que aumentará 39,4% a produção de grãos (milho e soja) até a safra de 2027/2028, segundo o MAPA.

Muita tecnologia e conhecimento foram utilizados para que isso ocorresse. E não há como falar desses fatores sem citar a agricultura de precisão.

A Agricultura de Precisão (AP) é uma técnica que permite você aperfeiçoar e tornar o processo de produção no campo mais eficiente

Então, por que estudos indicam que os produtores de MT não estão utilizando todo o potencial da AP? 

E como reverter isso? 

Confira nesta matéria!

Agricultura de precisão no Mato Grosso: Como é seu uso e seus desafios

Segundo a pesquisa Realizada pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), cerca de 58% dos produtores rurais não utilizam agricultura de precisão no Mato Grosso.

O estudo ainda revela que a mão-de-obra capacitada é o principal problema dessa técnica no estado.

Fazendo a ligação com isso, é possível verificar que a falta de profissionais como técnico agrícola, engenheiro agrônomo e de outros foi relatado em  88% das propriedades mato-grossenses.

Outro problema identificado é o fato da agricultura de precisão ser relativamente recente. A AP está entre as novas tecnologias da rede de agricultura de precisão.

Desse modo, mesmo com máquinas e implementos agrícolas de última geração disponíveis no mercado, a falta de conhecimento de todas as funções e usos, limita a AP.

agricultura de precisão no mato grosso

Fonte: Trimble

Além disso, ainda temos no campo maquinas de várias gerações, o que impede a comunicação entre elas, perdendo informações que são preciosas para a AP.

Desse modo o potencial dos aparatos embarcados nas novas máquinas agrícolas não é utilizado pelo produtor.

Dados apresentados na pesquisa também mostram a relação das técnicas utilizadas nas propriedades do estado, dentre aqueles 42% que usam da agricultura de precisão no Mato Grosso.

Agricultura de precisão no Mato Grosso atua essencialmente no manejo de solo

Foi apontado que 41% utilizam para mapa de fertilidade, 18% para mapa de colheita, 15% para mapas de pragas/doenças, 36% para aplicação de insumos por taxa variável e 36% para aplicação por zona de manejo.

Podemos ver que a AP é essencialmente utilizada para mapa de fertilidade e para aplicação em taxa variável, sendo que a técnica vai muito além disso. 

Inclusive a taxa de aplicação variada se concentra nos insumos para solo, sendo que também temos muito a ganhar com a AP atuando na verificação da variabilidade de pragas, doenças e plantas daninhas no campo, com aplicação de defensivos também em taxa variada, ou em zonas de manejo.

Aliás, isso não acontece somente no Mato Grosso, como em todo o Brasil e mundo.

Segundo o estudo de Purdue, a principal razão para a adoção da AP ser lenta em todo o mundo é porque a técnica é frequentemente associada à tecnologia de taxa variável (VRT) – apenas uma das muitas tecnologias de  agricultura de precisão.

E isso porque foi uma das primeiras técnicas  adotadas por muitos agricultores. No entanto, o VRT agora raramente excede 20% das fazendas de todo o mundo, na média.

Esse nível de adoção sugere que os agricultores gostem da idéia de VRT, mas não estão convencidos de seu valor. Isso é comprovado pelo fato de que estimativas de adoção de VRT para grupos de nichos de agricultores podem exceder 50%.

agricultura de precisão no mato grosso

Imagem da AP utilizada nos Estados Unidos, em que foi possível descobrir pontos de quebra da irrigação, o que não seria tão fácil sem o uso da AP.

Fonte: The New York Times e Ceres

Além disso, há uma desconexão entre a pesquisa e a prática no campo. A dificuldade encontrada é transformar os dados coletados no campo em informações precisas para a tomada de decisão.

Por que devemos melhorar o uso de agricultura de precisão?

É fundamental que o Brasil inicie o processo de domínio da tecnologia nos diversos segmentos da produção e com isso aumente o seu desempenho tanto qualitativo como quantitativo de forma expressiva.

Estamos na era da computação nas nuvens, Big Data, Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês), entre outras tecnologias que têm dominado a inovação da sociedade.

agricultura de precisão no mato grosso

Fonte: Agronovas

Desse modo, a agricultura de precisão exerce a sua função sobre processos agrícolas, pecuários e florestais para aumentar a produtividade, otimizando o uso de tempo, insumos e capital. 

Apesar de parecer atuar de uma forma especializada, a agricultura de precisão exige uma abordagem holística e sistêmica para alcançar o seu objetivo. 

O jogo pode virar para a Agricultura de Precisão no Mato Grosso: Trazendo a pesquisa ao campo

A Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) não tem medido esforços para levar conhecimento da pesquisa para o campo e capacitar cada vez mais os produtores rurais.

Com experimentos nas fazendas sendo realizado com os próprios equipamentos dos produtores rurais, os pesquisadores Ricardo Inamasu e Luciano Shozo, têm como objetivo levar a pesquisa para a prática.

Ainda, Shozo, pesquisador da embrapa, completa que os produtores possuem máquinas e implementos agrícolas capazes de realizar todo o processo da agricultura de precisão.

Mas ainda faltam parâmetros agronômicos que permitam esses produtores explorarem todo o potencial dos equipamentos voltados para a tecnologia de precisão.

“A agricultura de precisão é a base, o alicerce fundamental para a próxima agricultura, chamada de agricultura digital ou agricultura inteligente. Não se faz agricultura digital ou inteligente sem dados, sem informação. Se o agricultor não adotar a agricultura de precisão, dificilmente haverá avanço na agricultura de uma forma geral”, declara Inamasu da Embrapa Instrumentação de São Carlos SP.

Ainda segundo Inamasu, o Brasil possui uma força tarefa para inserir o país no sistema internacional de padronização de comunicação entre tratores e implementos agrícolas, tema crucial para agricultura de precisão e automação.

Exemplo do trabalho da Embrapa é a foto abaixo, em que você pode conferir o pesquisador norte-americano Kenneth A Sudduth, ex-presidente da Sociedade Internacional de Agricultura de Precisão, palestrando em Mato Grosso no último ano:

agricultura de precisão no mato grosso

Pesquisador Kenneth A Sudduth em sua palestra. Sudduth ainda visitou o Centro de Treinamento e Difusão Tecnológica Ampa/IMAmt do Núcleo Regional Centro e uma usina de beneficiamento em Campo Verde.

Fonte: IMAmt

4 Mitos sobre Agricultura de Precisão no Mato Grosso e no Brasil

A agricultura de precisão ainda é uma tecnologia recente quando comparados às outras técnicas agrícolas que são empregadas até hoje.

Por isso existem muitos mitos e verdades a serem discutidos, a seguir discutiremos alguns deles.

1. Deve se utilizar agricultura de precisão somente em grandes propriedades

Mito! Muito produtores rurais e profissionais que atuam no campo acreditam que a agricultura de precisão deve ser utilizada apenas em grandes propriedades.

Acredito que esse é um dos principais mitos do assunto. Essa tecnologia pode ser aplicada em qualquer propriedade, independentemente do seu tamanho. 

Qualquer tipo de propriedade pode trabalhar com agricultura de precisão. A técnica permite que o produtor aumente a eficiência da produção, independente do tamanho.

2. É necessário tecnologia de última geração 

É um mito comum no mercado, apesar de que existem equipamentos de última tecnologia que podem facilitar muito o uso da técnica, na maioria das vezes precisamos utilizar tratores com a tecnologia embarcada para AP, há outras formas de utilizá-la sem tanta tecnologia.

Por isso não é preciso o uso de de equipamentos de última geração, a técnica  pode ser aplicada por processos simples, especialmente se for empregada em pequenas propriedades. 

Por exemplo, identificar locais mais úmidos, qual parte da lavoura que produz mais, e outros, são informações fundamentais a serem analisadas e que  fazem parte da agricultura de precisão.

A implantação de imagens por satélite, facilita o trabalho dos produtores rurais, e permite o acompanhamento em tempo real, mas não excluem a aplicação da agricultura de precisão em propriedades que não podem realizar tal investimento.

3. Devo usar somente em culturas de grãos

A agricultura de precisão pode ser utilizada qualquer tipo de cultura que apresenta variáveis que influenciam no processo de produção. E em qualquer área nós vemos variabilidade de solo, de radiação solar, etc.

Desse modo, é aí que a técnica vai beneficiar a produção de qualquer cultura: identificando as diferentes regiões e corrigindo de forma precisa  e eficiente as necessidades das culturas, maximizando a produção e diminuindo custos.

4. AP é dificil de utilizar

Temos mais um mito aqui! Hoje em dia é possível encontrar no mercado softwares que são capazes de analisar os dados obtidos no campo e mostrar de uma maneira muito simples.

Outra facilidade são as consultorias e consultores de AP que estão crescendo em todo o Brasil e que podem transformar simples dados em decisões muito mais assertivas.

Conclusão

O Brasil deve e tem um grande potencial para ser um dos protagonistas da Agricultura de Precisão em clima tropical.

A produção agropecuária, presente em todo o território nacional em várias cadeias, será um dos maiores beneficiários potenciais da Agricultura de Precisão.

Agora que você sabe todos o potencial que a AP pode ter, pode começar a explorá-lo em sua área!

E aí, gostou do nosso artigo? Você  sabia desse desafio da Agricultura de Precisão no Mato Grosso? Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário!

Leave a Replay

Sobre

A Geodata atua proporcionando assertividade para o produtor rural. Através da gestão de dados na sua plataforma, ela revoluciona e vai além da agricultura de precisão. 

Criando laços a longo prazo e se aprimorando para entregar máxima funcionalidade para os seus usuários. 

Post Recentes

Siga-nos

Conheça nossa Plataforma

Play Video

Inscreva-se em nossa newsletter

Inscreva-se e entenda mais sobre Agricultura de Precisão e como ela vai prosperar o seu negócio.

Scroll Up